Instruções para o exame: Painel Fish Mieloma Múltiplo - MM

Exigência Descrição
Materiais
  • Medula óssea
  • Sangue
  • Lâmina de imprint ou esfregaço.
Conservantes

Heparina sódica

Volume Recomendável
  • Medula óssea: 3 a 5 ml em meio de cultura específico ou Heparina Sódica ou EDTA (se necessário). A seringa deve ser heparinizada com 0,01 ml Heparina sódica e encaminhada sem agulha e com tampa protetora.
  • Sangue periférico: 3 a 5 ml em meio de cultura específico ou Heparina Sódica ou EDTA (se necessário).
  • Observação: O excesso de anticoagulante aumenta o risco de falha na cultura celular.
  • Para os materiais: Imprint de fragmento de Medula Óssea, Imprint de esfregaço de Medula Óssea e Lâmina de esfregaço de Medula Óssea o ideal é o envio de 04 lâminas.
Tempo de Jejum Jejum não obrigatório
Conservação

As amostras de Medula óssea e sangue periférico são estáveis por 24 horas, devendo ser mantidas em refrigeração entre 4 e 8 °C. Evitar contato direto da amostra com o gelo. O transporte das amostras deve ser feito sempre sob refrigeração (4 a 8ºC).

As lâminas de Imprint ou Esfregaço podem ser mantidas em temperatura ambiente.

Critérios de Rejeição
  • Conservante inadequado;
  • Amostra congelada;
  • Amostra coagulada;
  • Quantidade de amostra insuficiente;
  • Amostra sem identificação.
Critérios de Restrição
  • Excesso de anticoagulante;
  • Amostra hemodiluída;
  • Amostra com volume inferior ao solicitado;
  • Temperatura de transporte inadequada;
  • Amostra sem a correta identificação;
  • Falta de requisição médica;
  • Falta de termo de consentimento assinado;
  • Falta de formulário específico para cariótipo/FISH fornecido pelo laboratório Genomika Einstein preenchido.
Orientações para coleta e envio de amostras

As coletas realizadas na Genomika Unidade Recife devem ser realizadas de segunda-feira a quinta-feira até às 15h. Na unidade São Paulo as coletas devem ser realizadas de segunda-feira a sexta-feira até às 15h.

Para amostras enviadas de outros estados, consultar dias e horários de recebimento com o atendimento.

Última Atualização 22/06/2021
Documentos Obrigatórios

Metodologia

A metodologia usada no exame é Hibridização "in situ" Fluorescente.

A Hibridização "in situ" Fluorescente (FISH) é uma técnica que utiliza sondas de DNA de um gene ou região de interesse marcadas com fluoróforos e o seu resultado é avaliado em microscópio de fluorescência com filtros de luz específicos para cada sonda utilizada no exame. A metodologia de FISH tem por objetivo identificar alterações cromossômicas específicas como translocações, deleções, amplificações, etc.

Limitações do exame

É necessário o conhecimento da região específica a ser analisada, pois esta metodologia não detecta outras alterações não envolvidas na região pesquisada.

Para coleta de exames, é obrigatória a apresentação de documento original oficial com foto, de acordo com a resolução RDC/ANVISA N° 302.

Informamos que a validade das informações dessa mensagem é de 5 (cinco) dias úteis após sua geração. Para mais informações ou dúvidas, estamos sempre à disposição em nossos canais de atendimento abaixo ou via e-mail pelo atendimento@genomika.com.br.